quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Cheiro de terra molhada


Estava com saudades da chuva, do cheiro de terra molhada, da garoa e do friozinho gostoso e preguiçoso. O dia amanheceu nublado, com nuances de cinza se espalhando pelo céu ora azul, ora cor de chumbo, mas minha alma se sente colorida e brilhante como um arco-íris.
Meu dia tem cheiro de coisas gostosas de sentir, como o cheiro de pão quentinho saindo do forno, da lavanda da Johnson’s Baby que o Benjamim usa, do café preparado pela mamãe, do cheirinho que exala do cabelo lavado da Ana Ariel e do suor do meu Kayke.
Coisas simples como o cheiro que vem da frente da minha casa, uma mistura de cheiro de grama molhada com cheiro de rosas desabrochando. Como é bom estar viva e poder agradecer a Deus por está maravilha que se chama “VIDA”.

Nenhum comentário: