terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Reminiscências






Cadê tuas lembranças. Onde guardas?
As minhas estão em uma pequena caixa. Uma caixa escondida no centro do meu coração. De vez em quando faço como Alcione e deixo meu pensamento ir visitar o passado. Não um passado qualquer, um passado especial onde reencontro pessoas queridas. Rostos conhecidos que fizeram parte da minha vida em uma época que ficou para trás.

O bom é que posso abrir a tampa e retirar o que quero rever, posso também alterar fatos e até dar finais felizes para historias tristes. Posso dar risadas novamente com piadas antigas ou momentos engraçados que vivi ao lado de amigos.

Posso me rever aos 18 anos, cheia de sonhos e linda como nunca. Dona do meu nariz e achando que nada de triste poderia me atingir, que mandava no mundo.

Nestes momentos, quando abro a minha caixa de reminiscências, gosto de ir passear no ano de 1983, um ano que marcou a minha adolescência. Abrindo a minha caixa posso escutar novamente a risada gostosa da Sandra Luna, a risada, o rosto, o cheiro. Com a Sandra vem a Tânia, a Rogéria, o Luiz, nossa turminha tão querida de Monte Dourado. Posso ver novamente o Negão em uma roda de viola, soltando a voz em uma musica que nos embalava. Ou rever a carinha triste do Eudes indo para o escritório assinar papéis quando na realidade queria se deitar debaixo de um carro e mexer no motor até se sujar todo de graxa.

Me rever na sentada na sorveteria Andreia tomando vaca preta com a Joana D'arc ou na platéia dos festivais do Jari e torcer pelas musicas do Felipe. Nos bailes da Jariloca e do Arejar. Dançando na chuva nos braços do Luiz. Escrevendo poemas no caderno da Sandra, cantando a musica do trenzinho com a Rogéria, torrando embaixo do sol escaldante das tardes na piscina da Jariloca. Tomando vodka com laranja e ficando bêbada de felicidade...

Como diz o poeta, velhos tempos...belos dias...ai que saudade!!!!

4 comentários:

J. E. M disse...

Eu tambem abri minha caixa de lembranças e revi a gente em Monte Dourado.
Você tem razão, velhos tempos, belos dias.

Marcio Campos disse...

Eu também resolvi dar um tempo no trabalho e parar em uma esquina do passado para relembrar nossa adolescencia em Monte Dourado, ai...ai...que saudade

Anônimo disse...

Essa foto é você, está linda!!!!!!!!
Parabéns por conseguir continuar a gata que sempre foi.
Pena que casou e mudou de cidade, poderia ter continuado por perto de mim.

Joanira disse...

Estou junto com os meninos, tá podendo né amiga, eles continuam sendo teus fãs. O anonimo é o CLenilson, lembra dele? tambem estudou com a gente. Vivia te cantando lembra? agora nós quatro trabalhamos juntos em Belém.
Nesse momento estamos na loja, por isso os comentarios sairam no mesmo horario. beijos