sábado, 19 de setembro de 2009


Hoje me desliguei do meu destino, esqueci o ponto de partida e não quero descobrir o ponto de chegada. Quero viver o presente, o aqui e agora.
Descobri que é muito bom viver assim, sem entraves e preocupações.
Reconhecendo as horas, minutos e segundos como metáfora. Posso acessar meu passado como referência e o meu futuro será sempre uma icógnita.

Um comentário:

Thainá Rodrigues disse...

Oi Tia Araciara :)
gostei do texto, vou voltar mais vezes aqui.