domingo, 27 de setembro de 2009


- Porque vens sugar o meu néctar quando tens um jardim inteiro para te alimentar?
Perguntou a pequena rosa ao beija-flor.

- Te vejo aqui, esquecida no cantinho do jardim, presa em um vaso, pensei que as caricias do meu bico te alegravam.

- Alegram, mas tem tantas rosas mais belas que eu, majestosas, com certeza o néctar delas te alimentarão melhor.

- Achas realmente isso? Se pensas assim é porque não acreditas no poder que tens

- E que poder pode ter uma pequena rosa como eu?

- Não sabes que são nos menores frascos que se guardam os melhores perfumes? Pois deixa que te diga. Quando o sol te ilumina tuas pétalas brilham, teu néctar é muito saboroso e teu cheiro é embriagador, mas se preferes eu posso mudar de rosa e da próxima vez que vier ao jardim não venho colher teu néctar.

A pequena rosa calou. No dia seguinte, quando o beija-flor voltou abriu as petalas para recebe-lo, afinal, entre tantas no jardim era a preferida.

Nenhum comentário: