domingo, 24 de janeiro de 2010


Assim como a rosa se abre em nuances de vermelho buscando nervosa o calor do sol para aquecer suas pétalas, minha alma navega em direção a tua para buscar no teu corpo o calor para sobreviver.
Vem e derrama sobre mim o teu calor, tatua na minha pele a tua posse pois sou tua e serei eternamente.

Nenhum comentário: