terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Até logo companheira



A Luara se foi, aquela menina linda que eu vi crescer, que correu pela minha casa e pela casa da Katia ao lado do Kayke, fechou os olhos e partiu.
A partida da Luara dói profundamente na alma. É natural um filho partir antes dos pais?
Talvez não seja, mas eu aprendi com o espiritismo que a morte só vem na hora que tem que vir e quem parte cedo é porque já cumpriu sua missão na terra. É duro pensar assim? Não, não é não, ontem durante o velório da Luara, aprendi a ter um pouco mais força observando a calma da Katia.
A Luara partiu, mas para Katia, mãe, e Gabriel, irmão, a despedida será breve porque, como eu, acreditam que existe vida após a morte e o reencontro não vai demorar.
Para você querida, que partiu tão cedo, meu desejo que tudo corra bem e que a tua evolução espiritual seja calma e tranquila como a tua estada entre nós.

Nenhum comentário: