sexta-feira, 18 de março de 2011




O meu corpo chicoteado pela força do teu desejo se retesou, então me derramei em um rio de fogo soltando sobre os lençóis emaranhados do nosso colchão faíscas de um prazer insano que a força do momento nos deu de presente, depois com a tranquilidade do fim me deitei no teu colo para dormir o sono calmo do desejo satisfeito.

Nenhum comentário: