domingo, 6 de janeiro de 2013

A poesia escorre pelos meu dedos como a fumaça do cigarro que não sai dos meu lábios. Onde está você? Porque insistes em fugir do nosso sentimento, se eu te quero e tu me queres, se juntos sonhamos em nos reconstruir não temos do que nos esconder.

Medo? De que? Se eu sou livre e tu és livre, se nossos corpos se encaixam em perfeição, o que as pessoas pensam pouco importa, o que vão achar? pouco importa, sou intensa e vivo o sentimento, não tente me proteger do que não sabe. Já sofri tudo o que tinha que sofrer e a tua chegada só está me fazendo feliz. Feliz como uma borboleta que acaba de sair do casulo

Quer ficar comigo? Quer cuidar de mim? Não sou perfeita, mas te garanto muito carinho beijinhos e abraços, garanto também jogar pra fora o meu sentimento como estou fazendo agora. Duvidavas? ai está, pra você meu amor, que me retirou do vale das sombras para me mostrar o mundo de possibilidades que tenho a minha frente.

Teus carinhos me fazem atravessar montanhas, vales e montes e chegar até o mundo encantado das fadas, tuas palavras me fazem sonhar com a possibilidade de ser feliz novamente.

eu ainda não posso dizer eu te amo, porque o amor, é conquistado aos poucos, dia apos dia, noite apos noite, a paixão é diferente, chega e arrasa, faz com que façamos bobagens que, possivelmente, vamos nos arrepender depois, eu não quero me arrepender de estar nos teus braços.

Sendo assim, conquiste-me, decifre-me e serei tua eternamente.

Nenhum comentário: